Warning: getimagesize(https://i2.wp.com/cock1.com.br/wp-content/uploads/2018/01/vacinação.jpg?fit=800%2C480): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/webra962/public_html/cock1.com.br/wp-content/themes/wr_cock1/recursos/php/includes/meta.php on line 61
Imunização

Sesau afirma que não há fracionamento de doses de vacina contra a febre amarela

Por: Redação

12/01/2018 - 16:43h

A Secretaria de Estado da Saúde afirma à população tocantinense que não há recomendação de fracionamento de doses da vacina de febre amarela no Estado e que a mesma está disponível nas salas de vacina do Estado.

“É importante esclarecer que não há motivo para a busca da vacina de forma indiscriminada, pois a pessoa que já recebeu uma dose da vacina de febre amarela ao longo da vida será considerada vacinada”, ressaltou a gerente estadual de Imunização, Greicy Rivello, acrescentando que diante do cenário epidemiológico foi recomendado aos municípios que adotem estratégias de alcance de altas e homogêneas coberturas evitando assim bolsões de suscetíveis.

No ano de 2017, houve uma confirmação de morte por febre amarela silvestre em humano, não vacinado, vindo do Rio de Janeiro. Há 17 anos o Tocantins não registrava caso de morte por febre amarela em humano.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a vacina contra febre amarela é a medida mais importante para a prevenção e controle da doença e apresenta eficácia de aproximadamente 95%, além de ser reconhecidamente eficaz e segura.

A Febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda causada por um arbovírus do gênero Flavivirus, tendo como hospedeiro natural, os primatas não humanos (macacos) que habitam nas florestas tropicais. O vírus amarílico é muito agressivo, se multiplica por todo o organismo, e lesa órgãos importantes, principalmente fígado e rins.

Orientações

Conforme recomendações da Portaria nº 1533 de 18/08/16 e Nota Informativa nº 94/2017, a vacina contra febre amarela deve ser ofertada em dose única à população de 9 meses até 59 anos de idade.

“Antes de administrar a dose da vacina, deve verificar se o usuário apresenta alguma contra indicação para o uso da vacina, como: imunossupressão, alergia a ovo, idade menor de 9 meses, gestação, dentre outras, conforme Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação”, destacou a gerente. (Da Sesau). 

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”

Imóveis

Adicione os Imóveis na página!