500 anos

Seminário na UFT abordará influências da Reforma Protestante

Por: Redação

16/10/2017 - 14:32h

As influências da Reforma Protestante no mundo ocidental são o foco do Seminário Nacional Reforma Protestante, que será realizado de 18 a 20 de outubro no Câmpus da UFT em Palmas. A inscrição no evento é gratuita e pode ser feita no próprio local, no auditório do Centro Universitário Integrado de Ciência, Cultura e Arte (Cuica), a partir das 19h30 no dia 18. Na abertura oficial ocorrerá o lançamento e obliteração do selo comemorativo dos Correios em alusão aos 500 anos da Reforma.

O coordenador do evento, professor Wolfgang Teske, enfatizou que a Reforma é um momento marcante na história ocidental. “A Reforma é um movimento universitário com implicações sócio-políticas e culturais que encaminhou a sociedade para o que denominamos de mundo moderno. Aquilo que entendemos como ‘modernidade’ ou ‘mundo moderno’ é, em boa parte, fruto da Reforma Protestante”, pontua. O evento é realizado pela Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários da UFT (Proex), pelo curso de Jornalismo e pelo Núcleo de pesquisa e extensão Comunicação, Imagem e Diversidade Cultural (CID), com apoio dos Correios, Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra) e igrejas luterana e presbiteriana.

Selo

Selo 500 Anos Reforma Protestante (Reprodução: Correios)

 

 

 

 

Durante a solenidade será feito o lançamento e obliteração do selo comemorativo dos correios em referência aos 500 anos da Reforma Protestante. Produzido em parceria com o serviço postal da Alemanha, a peça filatélica tem a mesma imagem do precursor da Reforma Protestante – Martinho Lutero – para as duas edições (brasileira e alemã) com diferenças apenas no idioma. A criação do selo é da artista alemã Antonia Graschberger e traz o retrato mais conhecido de Lutero. Com valor facial de R$ 4,15, o selo pode ser adquirido em todas as agências dos Correios e também na loja virtual, no endereço dos Correios na internet.

Programação

A programação do Seminário é composta por palestras e mesa-redonda, conforme se pode conferir nas imagens reproduzidas na galeria abaixo. Entre os temas abordados está a mudança paradigmática da educação a partir da Universidade de Wittemberg, Alemanha, e seus impactos na sociedade do século 21; a trajetória da origem do protestantismo ao século 21; e o uso da tecnologia, dos meios de comunicação e das artes na propagação da Reforma Protestante; além da exibição de um documentário sobre a Reforma Luterana através da Arte.

Saiba mais

No dia 31 de outubro de 1517, o doutor Martinho Lutero afixou 95 teses na porta da igreja do Castelo de Wittenberg, na Alemanha. Com este gesto, ele contestou e se posicionou de forma severa contra o comércio do perdão de pecados, o que ocorria em forma de indulgências, ao afirmar que qualquer pessoa era justificada unicamente pela fé em Jesus Cristo. Ali nasce o tripé de toda a teologia protestante: somente pela fé, somente pela graça e somente pela Escritura. A igreja Católica Romana, diante da não retratação de Lutero, o julgou como herege e o excomungou da igreja. Em seguida, articulou com o imperador Carlos V, do Sacro Império Romano Germânico a julgar Lutero como um proscrito, um fora da lei e, a partir daquele momento qualquer pessoa poderia matá-lo, sem temer qualquer punição. O resultado foi diferente do que o esperado, pois a Reforma causou uma ruptura com toda a prática da Idade Média e traçou um novo cenário na Europa e no mundo ocidental, não só no aspecto religioso e eclesiástico, mas também, nas áreas da economia, da política, das artes, da tecnologia, da cultura e da educação.

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”

Imóveis

Adicione os Imóveis na página!