Warning: getimagesize(https://i2.wp.com/cock1.com.br/wp-content/uploads/2017/03/Wilson-Castilho-é-um-dos-mais-importantes-dirigentes-da-história-do-Gurupi.jpg?fit=600%2C400): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/webra962/public_html/cock1.com.br/wp-content/themes/wr_cock1/recursos/php/includes/meta.php on line 61
SEMANA PUXADA

Gurupi joga em Santa Catarina na quarta e estreia contra Interporto no sábado

Por: Redação

06/03/2017 - 11:00h

Wilson Castilho: reeleito e com a confiança da torcida

Atual campeão estadual; plantel enxuto, mas entrosado; treinador do ano passado mantido; duas vitórias importantíssimas na Copa do Brasil… tudo leva a conjecturar que o Gurupi é mesmo o time mais arrumado e em condições de repetir o título de 2016 no Estadual de futebol.

Ninguém fala em vantagem lá em Gurupi, mas é claro que o favoritismo existe, embora precise ser confirmado. Como sempre acontece, os adversários também irão se reforçar para o campeonato de tiro curto, como o Tocantinense. No entanto, o trabalho está bem adiantado em Gurupi, se comparado à maioria dos competidores no Estado.

Neste domingo, por exemplo, o Tocantins de Miracema, atual vice-campeão e bicho papão do ano passado, praticamente deu adeus à Copa Vede ao perder em casa para o Rio Branco do Espírito Santo. Não é só o resultado negativo de 2 a zero que preocupa, mas a desorganização da diretoria e a falta de recursos.

No mês de janeiro último Wilson Castilho foi reeleito presidente do Gurupi. Com a manutenção discreta e eficiente da gestão Castilho o torcedor se enche de esperança para a temporada. Soma-se aos bons ventos que sopram no Sul a participação histórica na Copa do Brasil até aqui eliminando duas forças regionais: Londrina e Rio Branco do Acre.

O treinador Roberto Oliveira destaca o trabalho em conjunto. “Todos se encaixam e se sobressaem sobre o adversário até de forma individual, jogador por jogador”, disse ele, após vitória sobre o Rio Branco, no dia 1º de março.

Apesar de feliz com os dois primeiros resultados, Oliveira anda preocupado com a maratona de jogos que seu time terá de enfrentar. “Em Santa Catarina vamos tentar o possível para dificultar, como fizemos com os outros times, e voltar para casa com chance de classificar”, disse. “Temos de pegar firme e o torcedor tem de estar conosco para transmitir confiança. O importante e mostrar o plano tático e dificultar muito a estratégia dos adversários”.

Para a estreia no estadual, o treinador ressalta a rivalidade contra o Interporto e se ressente por não ter mais elenco. “Não há jogadores bons disponíveis no mercado, e o clube não tem dinheiro para pagar multa para adquirir jogadores. Ficamos acertados com mais um bom meia para a Copa e para o Estadual, mas o futebol tocantinense infelizmente ainda não tem condições de entrar no mercado”, finaliza o treinador.

O jogo contra o Joinville será na próxima quarta-feira, dia 08, em Santa Catarina. A estreia no Tocantinense será no sábado, 11, no Rezendão, às 16h, no clássico contra o Inteporto.

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”

Imóveis

Adicione os Imóveis na página!