Warning: getimagesize(https://i0.wp.com/cock1.com.br/wp-content/uploads/2017/07/aço.jpg?fit=700%2C420): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/webra962/public_html/cock1.com.br/wp-content/themes/wr_cock1/recursos/php/includes/meta.php on line 61
Educação

Educação apresenta orientações pedagógicas para escolas estaduais de tempo integral

Por: Redação

26/07/2017 - 13:46h

A Proposta Pedagógica para o segundo semestre foi apresentada nesta terça-feira, 25, pela secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), professora Wanessa Zavarese Sechim. Na ocasião, foram discutidas mudanças para as 38 escolas estaduais de tempo integral; as propostas de alterações forma baseadas no modelo das 12 Escolas Jovem em Ação, que passaram a oferecer o ensino médio integral, neste ano, no Tocantins.

O debate ocorreu durante reunião de socialização das ações desenvolvidas no primeiro semestre letivo; e será estendido até esta quarta-feira, 26, em Palmas, com a participação de representantes das Diretorias Regionais de Educação, das escolas estaduais de tempo integral, além de técnicos e da equipe gestora da Seduc.

De acordo com a secretária Wanessa, a intenção é oferecer, aos alunos de todas as escolas estaduais de tempo integral, um ensino que se aproxime daquele que vem sendo praticado nas Escolas Jovem em Ação. “Conforme o diagnóstico que fizemos nessas escolas, que já eram de tempo integral quando assumimos a gestão, e conhecendo os resultados iniciais do programa Jovem em Ação, chegamos à conclusão de que não podemos ter na mesma rede de ensino realidades tão distintas. Então ouvimos os gestores, a comunidade escolar, estudamos muito e estamos discutindo com os diretores essa proposta que poderá ter grandes resultados na aprendizagem e na vida desses alunos e que se trata de uma mudança de comportamento, de atitude e de uma nova organização da escola de tempo integral”, ressaltou.

Dentre as inovações do programa Jovem em Ação, que deverão ser implantadas para as escolas de tempo integral, está o incentivo à pedagogia da presença, que foca no acolhimento dos educandos estreitando a relação entre os alunos e os servidores das escolas. As 38 unidades de ensino deverão passar por uma reorganização dos espaços e passarão a ter as salas temáticas, aproveitando os espaços ociosos, ou subaproveitados, e utilizando materiais que a escola já possui para potencializar a aprendizagem dos estudantes.

A proposta da Seduc ainda prevê a implantação dos clubes de protagonismo juvenil e o incentivo à construção dos projetos de vida dos estudantes. “Acreditar nos sonhos dos nossos alunos, ajudando-os a projetar o futuro baseado no estudo e nas suas aptidões é o diferencial da Escola Jovem em Ação que queremos levar para as demais escolas de tempo integral da rede estadual”, destacou o especialista em Gestão do programa Jovem em Ação, Leandro de Souza.

Para a gestora da Escola Girassol de Tempo Integral Major Juvenal Pereira de Sousa, de Fortaleza do Tabocão, Vanusa Santos Oliveira, a nova proposta trará resultados significativos na vida dos estudantes. “Nos meus 16 anos de educação, ainda não tinha visto uma proposta tão coerente e inovadora. Tudo o que tem sido implantado pela atual gestão da Seduc tem dado muito certo porque os alunos passaram a ser ouvidos e se sentir como parte do processo. Estou muito confiante com os novos rumos que estão sendo pensados para o ensino integral no Tocantins”, frisou.

Na quarta-feira, todos os pontos da Proposta Metodológica para escolas de tempo integral serão aprofundados em reunião específica com os gestores e coordenadores das escolas e técnicos das diretorias regionais responsáveis pelo ensino integral.

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”

Imóveis

Adicione os Imóveis na página!