Warning: getimagesize(https://i1.wp.com/cock1.com.br/wp-content/uploads/2017/12/Cineasta-Hélio-Brito.jpg?fit=425%2C362): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/webra962/public_html/cock1.com.br/wp-content/themes/wr_cock1/recursos/php/includes/meta.php on line 61
Cultura

CINEASTA GURUPIENSE GANHA EDITAL NACIONAL DE PRODUÇÃO CINEMATOGRÁFICA

Por: Redação

19/12/2017 - 15:57h

Foi publicado no Diário Oficial da União do dia 29/11/17 Seção 1 página 13, o resultado final do Edital nacional de Produção de Filmes de Curta-Metragem de Ficção do Ministério da Cultura. Um dos ganhadores é o curta “A Massa Que Faz o Pão”, do cineasta gurupiense Hélio Brito. O valor do prêmio para cada projeto aprovado é de R$ 80.000,00. Todos os filmes aprovados neste Edital são dirigidos, inicialmente, às Salas de Exibição de filmes, de todo o Brasil. Posteriormente serão exibidos na Televisão.

 SINOPSE: Numa cidade imaginária chamada Pontal do Norte acontece uma solenidade pública para inauguração de um monumento comemorativo aos 100 anos de construção da famosa Catedral de São Domingos. Entretanto, um desentendimento em relação aos nomes de colaboradores que deveriam constar na placa comemorativa, transforma o local em praça de guerra. “A Massa Que Faz O Pão” utiliza como linguagem narrativa o surrealismo.

 “A Massa Que Faz o Pão” será filmado em Porto Nacional, no mês de fevereiro de 2018, utilizando o moderno sistema de captação de imagem em 4k. Ao todo participarão do filme cerca de 50 atores e figurantes de Palmas e de Porto Nacional. Alguns nomes já estão confirmados para os principais papéis: Thiago Omena, Kaká Nogueira e Everton dos Andes. O curta será lançado inicialmente em Palmas, Porto Nacional e Gurupi no mês de junho de 2018, e depois nas Salas de Cinema das capitais e das maiores cidades brasileiras.

 O Edital foi lançado no mês de julho de 2017 e após várias eliminatórias chegou-se aos nomes dos vencedores de todo o Brasil, e dentre eles, o cineasta gurupiense. Não é a primeira vez que Hélio Brito é contemplado em Editais de Produção Cinematográfica nacionais. Antes, ele foi contemplado com o média-metragem “Cadê Profiro?” (2004), “Tocantins Rio Afogado (junto com João Luiz Neiva) em 2006; “Ligeiramente Grávidas, Uma Transa Brasiliana” (2009) e “Araguaia Para Sempre” (2013), sobre o provável fim do Rio Araguaia, todos exibidos em rede nacional de televisão.

 

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”

Imóveis

Adicione os Imóveis na página!