DINHEIRO BRASILEIRO, FINANCIANDO DITADURAS

Por: José Maciel

14/07/2016 - 15:05h

Em nome do companheirismo de LULA e DILMA, com os aloprados de Cuba, Venezuela, Bolívia e outros países das Américas do Sul e Central, o cofre da União, via BNDES despejou dinheiro a perder de vista naquelas democraduras.
Em Cuba, via programa mais médico, uma verdadeira escravidão aos profissionais da saúde daquele País, cuja renda no Brasil cerca de 2/3 era destinada ao ditador e apenas 1/3 ficava com o escravo, com o beneplácito do desgoverno brasileiro (Lula e Dilma). A construção de um Porto para nada exportar ou importar (está sendo investigado pelo Ministério Público Federal).
A Venezuela, a Colômbia e alguns países da América Central com perfis comunistas (escravistas) foram beneficiados com o dinheiro do Brasil em diversos setores ao arbítrio das conveniências dos governos daqueles países. É possível que parte dos recursos enviados retornou ao Brasil, não, para seu cofre, mas para as contas e bolsos do PT e de petistas.
Enquanto LULA e DILMA cuidavam da saúde financeira daqueles países, esqueciam ou ignoravam a mortandade de cidadãos brasileiros, em razão do colapso do sistema neste País, algo que jamais incomodou os algozes do Palácio do Planalto, em que pese se dizerem defensores dos pobres. Aqueles samaritanos do mal, davam aos pobres de espírito o bolsa-esmola, mas não a saúde de que tanto necessitam. O SUS não atendia as suas necessidades com isto a sorte estava definida: a morte à mingua. Certamente morriam satisfeitos por haverem votado na desgraça da estrela maldita.

Gurupi, 12 de julho de 2016
Prof. José Maciel de Brito
advogado, jornalista, acadêmico de literatura (AGL), da qual é Presidente

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”