Aos legisladores, que se cumpram as leis

Por: Zacarias Martins

20/04/2017 - 19:57h

vereador aaaaaa

A imagem positiva de um político é fundamental para a sua sobrevivência enquanto representante do povo,  principalmente, nos dias de hoje em que assistimos, diariamente pela televisão,  uma verdadeira avalanche  de denúncias  contra os principais caciques das politica brasileira e que, de quebra, está batendo em nosso quintal.

É público e notório que errar é da natureza humana, no entanto, persistir no erro, é burrice.

É impossível se conseguir resultados diferentes sempre fazendo as coisas da mesma maneira. Trata-se tão somente de uma mera regra que não pode ser menosprezada.

Isto posto,  aqui em Gurupi,  passa-se a impressão de que alguns vereadores da nossa cidade não atentaram para a importância de eles estarem bem assessorados, de preferência, cercados por profissionais devidamente habilitados, para que isso possa resultar em dividendos positivos junto ao eleitorado.

E bons profissionais precisam e devem ser  valorizados,  a começar pela questão salarial, por causa   relevância do trabalho que desempenham. E isso não é nenhum favor, é questão de mérito.

Foi por isso que os jornalistas profissionais, devidamente habilitados, que trabalham no legislativo gurupiense, viram uma luz no fim do túnel, ao ser apresentada uma proposta mais do que justa, onde se espera  que a Câmara – lugar onde se fazem leis – cumpra a lei. Ou seja, pague o piso salarial do jornalista profissional da categoria, previsto em lei, que hoje é de R$ 2.296,67,  bem acima  de   R$ 1.000,00, que lhes é pago. Não se trata, portanto, de aumento salarial.

O organograma funcional da Câmara de Gurupi prevê que cada vereador pode contar com um  assessor de comunicação, no entanto,  dos 13 vereadores  apenas seis contam com jornalistas profissionais  devidamente habilitados. São eles: Marilis Fernandes (PDT), Jair Souza (PMDB), Ivanilson Marinho  (PMDB), Miriam Lustosa (PMDB),  Eduardo Fortes (PSDB) e Sargento Jenilson (PRTB). Os demais preferiram contratar pessoas não habilitadas para o cargo.

Diante da desvalorização dos  profissionais de comunicação que atuam naquela “Douta Casa de leis”, fica difícil conquistar visibilidade  positiva na mídia, ao trabalho que os vereadores desempenham no legislativo gurupiense. Parece que alguns não estão levando a sério a recomendação de se dar ampla publicidade aos feitos públicos.

É uma pena!

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”